Alto potencial de consumo atrai varejo de alimentos

Grandes redes têm aberto lojas de todos os formatos em jovem cidade que vive um crescimento constante de renda e população

O número de grandes redes de supermercados e atacadistas cresceu 800% em Hortolândia, nos últimos 15 anos. Até 2007, a cidade contava somente com um supermercado de grande porte, o GoodBom, que chegou ao município no ano 2000.

Agora, são nove estabelecimentos. Juntas, as grandes redes de supermercados e atacados empregam 2,7 mil pessoas, segundo estimativas da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Inovação. Esse número deve aumentar com novos empreendimentos já anunciados pelo setor na cidade.


A elevação do potencial de consumo da população, cuja renda média per capita saltou de R$ 870, em 2005, para os atuais R$ 4,8 mil – segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) -, é um dos motivos que explicam a expansão de grandes redes supermercadistas em Hortolândia que tem 30 anos e fica na Região Metropolitana de Campinas, São Paulo.


De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Inovação, João Pereira da Silva, a lei de incentivo fiscal da Prefeitura atraiu novas empresas para cidade e gerou emprego e renda para os moradores, cenário favorável para aumento do consumo nos setores de comércio e prestação de serviços.


Outro fator importante, destaca o secretário, são os investimentos públicos em obras de infraestrutura como coleta e tratamento de esgoto, asfalto, iluminação de LED, pontes e avenidas para facilitar a mobilidade urbana, ações que preparam Hortolândia para receber novos empreendimentos.


“Hortolândia registra um crescimento populacional e desenvolvimento econômico muito grande nos últimos anos. Então, a melhoria da renda da população, logística e localização privilegiada, proximidade com o aeroporto de Viracopos, tudo isso favorece novos investimentos”, observa Silva.


A geração de emprego e renda são os principais benefícios econômicos da expansão supermercadista, avalia o secretário. Segundo ele, atualmente, os grandes estabelecimentos do setor empregam cerca de 2,7 mil pessoas, sem contar os de pequeno e médio portes.

Mais três redes atacadistas sondam Hortolândia para instalar suas unidades, adiante Silva, que mantém sigilo sobre os nomes.


“Quanto mais aumenta o número desta rede de mercados e atacadistas, maior é o crescimento e o desenvolvimento da cidade. Gera mais trabalho, renda e melhora o orçamento e a arrecadação do município, possibilitando que o prefeito cada vez mais possa investir na infraestrutura da cidade”, comemora o secretário.


QUANTO MAIS, MELHOR
Para a dona de casa Luzia Santos, 64 anos, moradora do Jd. Nossa Senhora de Fátima há mais de 40 anos, o crescimento do número de supermercados beneficia o consumidor. “Antes, a gente ia para Campinas para fazer compra em hipermercados. Tinha pouca opção aqui. Agora, podemos escolher aonde ir. Há muitos anos, não faço compra em Campinas. Quanto, mais melhor”, comenta Luzia.


Savegnago compra Paulistão e vai gerar 300 empregos


O supermercado Savegnago em breve começa a funcionar na cidade, no prédio do antigo Paulistão, região central, que está em reforma para se adequar ao padrão da rede. O empreendimento deve gerar cerca de 300 empregos, informa a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Inovação.


Em outubro do ano passado, o grupo Savegnago comprou 14 lojas de supermercados do Grupo Peralta, até então dono da marca Paulistão, localizadas nas cidades de Campinas, Sumaré, Hortolândia, Nova Odessa, Paulínia, Americana, Santa Bárbara d’Oeste, Limeira e Rio Claro.


De acordo com informações divulgadas pela Abras (Associação Brasileira de Supermercados), na época, com a operação, o Savegnago pretende realizar investimentos de R$ 100 milhões na adequação das lojas adquiridas no padrão da rede. Também espera gerar, aproximadamente, 2.500 novos empregos, totalizando 12.500 funcionários atuantes no grupo.


Rede GoodBom investe em minishopping na região do Lago da Fé


A rede Goodbom também investe em uma nova unidade em Hortolândia. Dessa vez, o empreendimento será construído na região do Jd. Alvorada, em frente ao Parque Lago da Fé, com estrutura para abrigar um centro de compras formado pelo supermercado e lojas de outros segmentos.


De acordo com o coordenador de marketing do GoodBom, Gustavo Alexandre Rosalino, o investimento será realizado em parceria com outro empreendedor. “Acreditamos no potencial de Hortolândia, uma cidade próspera, por isso, vamos investir nessa região estratégica”, afirma o coordenador.


As obras do centro de compras estão previstas para começar no segundo semestre deste ano, informa Rosalino. O grupo não revelou o valor do investimento e nem a estimativa de empregos que serão gerados. O GoodBom já possui um hipermercado em Hortolândia, localizado na Avenida da Emancipação, que continuará em funcionamento.


Além de Hortolândia, a rede GoodBom, que já possui 12 lojas na região, abrirá novas unidades em Sumaré, no bairro Portal Bordon, e em Campinas, na Avenida Abolição.


Pioneiro cresce e constrói estrutura quatro vezes maior no Jardim Nova América


Tradicional na região do Jd. Nova América, o Supermercado Pioneiro, de médio porte, investe para ser grande. Depois de mais de 20 anos funcionando no mesmo endereço, na Rua Manaus, os proprietários investem na construção de uma nova loja, na Rua Maringá, com características de shopping de bairro, quatro vezes maior que a atual. Motivo: com a melhora do poder aquisitivo dos moradores e o desenvolvimento da região, o mercado ficou pequeno para atender tanta gente.


De acordo com Renan Vitor de Almeida, 24 anos, proprietário do Pioneiro, além do supermercado, o novo espaço comercial vai abrigar lojas de outros setores como farmácia, agropecuária, restaurante e até uma academia. “Será uma espécie de mall”, resume Almeida.


O empreendedor não revela o investimento na construção da nova loja, mas, adianta, que empregará mais pessoas. O número de colaboradores deve aumentar dos atuais 50 para 130, quando entrar em funcionamento, a partir do ano que vem.


“A demanda aumentou, o bairro está em crescimento, o poder aquisitivo das pessoas também. Com a nova loja vamos oferecer para os nossos clientes um supermercado mais moderno, espaçoso, com outras lojas, sem perder a qualidade de atendimento acolhedor e bons preços”, afirma Almeida.


Uma das novidades são os setores de produtos mineiros e nordestinos para atender aos migrantes dessas regiões que escolheram Hortolândia para viver. “Respeitamos as culturas e queremos que o povo se sinta em casa em nosso supermercado”, observa o empresário.

PAT ajuda selecionar trabalhadores para novos empreendimentos


Quem está de olho nas oportunidades de emprego que surgem com os novos empreendimentos no setor de supermercado, deve ficar atento às vagas anunciadas pelo PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador), órgão da Prefeitura de Hortolândia. A orientação é da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Inovação.


De acordo com o órgão, a maioria das redes atacadistas e de supermercados que se instalam em Hortolândia utiliza o PAT para a contratação dos trabalhadores. As vagas são divulgadas no portal da Prefeitura, o www.hortolandia.sp.gov.br.


Interessados nas vagas da rede Savegnago podem cadastrar seus currículos no site do Savegnago Supermercados (www.savegnago.com.br/institucional/trabalhe-conosco), conforme avisa a faixa fixada nas futuras instalações da loja.


SERVIÇO
Redes de grandes supermercados e atacados em expansão
2007: 01
2022: 09

EMPREGOS GERADOS 2.700


Rede atacadista

– Tenda
– Assaí
– Arena
– CD do Spani
– CD do Bate Forte

Supermercados grande porte

– GoodBom
– São Vicente
– Pague Menos
– Savegnago (em instalação)

Fonte: Tribuna Liberal, EPTV

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados