Como a tecnologia auxilia supermercados a diminuírem seus desperdícios

Varejistas precisam buscar soluções que auxiliem na melhoria da gestão das lojas e no aperfeiçoamento de processos 

*Oferecido por Bluesoft

Segundo um estudo realizado pelo Programa das Nações Unidas pelo Meio Ambiente, cerca de 17% dos alimentos produzidos no mundo são desperdiçados. Esse é um problema que afeta toda a cadeia de suprimentos, desde o produtor, passando pelo varejista e chegando no consumidor final e suas escolhas.

Trazendo para o cenário nacional, segundo a FAO, nós desperdiçamos 26,3 milhões de toneladas de alimento por ano! E, se a quantidade de brasileiros que passam fome aumenta a cada dia, é necessário mudar esse cenário com urgência.

Além disso, o desperdício de alimentos consome nossos recursos e possui um impacto social e ambiental alto, corroendo também as margens do varejo, encarecendo os alimentos e restringindo ainda mais o acesso a eles. Todos perdemos com isso.

Diminuir os desperdícios de alimentos de sua rede, vai muito além da responsabilidade social, já que isso impacta diretamente no seu lucro. Afinal, um produto que não é desperdiçado e é vendido gera resultados.

Mas como o supermercadista pode atuar, para diminuir seu índice de perda e, consequentemente, diminuir o desperdício de alimentos em sua loja? O primeiro passo seria o de conhecer bem a sua operação e realizar uma comparação do seu índice de perdas, com seus números do ano passado ou entre lojas.

Além disso, existem algumas ações que você pode fazer para diminuir seu desperdício. Elas são:

●       Melhorar a gestão do estoque;

●       Revisar seus processos operacionais;

●       Educar seu consumidor;

Para melhorar a gestão do seu estoque, você deve utilizar as tecnologias disponíveis, combinando o uso delas com as melhores práticas de gestão. Dessa forma, você consegue ter um estoque assertivo e estratégico.

Além disso, ao fazer isso você diminui o desperdício e a ruptura na sua rede, tendo mais equilíbrio e, consequentemente, aumentando seu lucro. Com um estoque bem dimensionado, você consegue ter produtos mais frescos e melhores para o consumidor, aumentando sua percepção de qualidade.

Já quando falo sobre a importância de revisar seus processos operacionais, isso permite que você diminua o desperdício de alimentos na sua rede, principalmente quando falamos da categoria de FLVs que são muito perecíveis.

Além disso, se nós falamos acima que está aumentando a quantidade de brasileiros que estão sem alimentos suficientes, o varejo precisa implementar campanhas de doações de alimentos. Afinal, se você tem previsibilidade de vendas e sabe que esses alimentos não serão vendidos, faz mais sentido você doar para quem precisa, evitando jogar eles direto no lixo e criando uma cultura de solidariedade entre seus colaboradores. Sabemos que isso não é simples. Mas é sim, um tema que merece ser discutido.

E, sobre a educação o consumidor, também é importante que o varejista trabalhe educando o seu consumidor. Afinal, o desperdício nos lares brasileiros é grande. Para termos uma ideia, uma família média brasileira desperdiça cerca de 130kg de comida por ano, segundo um estudo realizado pela Embrapa. Logo, é necessário mostrar para o consumidor a importância de evitar desperdícios, afinal, esse alimento que vai para o lixo, impacta diretamente sua renda.

Existem alguns projetos pelo mundo que estimulam o consumidor a escolher produtos que não possuem um aspecto estético bonito, mas que são completos em nutrientes, seguindo o padrão de qualidade, estão sendo bem sucedidos e conseguem trazer resultados importantes.

Um bom exemplo, é o de uma rede supermercadista da França, que lançou a campanha “Inglorious Fruits & Vegetables”, que custam 30% a menos que os alimentos sem imperfeições, mas que contam com a mesma qualidade. Você pode conhecer mais sobre a ação nesse vídeo!

Aqui no Brasil, o Natural da Terra possui um local específico em suas lojas para os alimentos considerados “feios”. Dessa forma, o consumidor consegue retirar esses produtos sem custo ou com uma contribuição simbólica, revertida para uma ONG.

É, da parte do varejista, importante colocar-se ao lado do consumidor nesse processo. E isso é possível evitando criar ofertas por quantidade, induzindo o maior consumo, por exemplo.

Espero que o meu artigo ajude a despertar a sua atenção para a importância de começarmos a debater mais sobre o Desperdício de Alimentos e que, cada vez mais, esse tema ganhe importância entre os varejistas. Afinal, ter uma operação que reduz o desperdício, gera mais rentabilidade e é mais sustentável para nosso planeta e nossa sociedade.

E, se você quiser se aprofundar mais sobre como o desperdício de alimentos se relaciona com a prevenção de perdas nos supermercados, baixe gratuitamente o nosso EBook de Prevenção de Perdas e descubra como você consegue prevenir o desperdício em seu supermercado!

Posts Relacionados

Fique por dentro de nossas novidades