Conheça as estratégias das redes para manter as vendas

No “novo normal”, é fundamental preservar o capital de giro com a fidelização dos clientes

Com a inflação, a alta nos preços dos alimentos mudou o comportamento de compras de muitos brasileiros. Assim, vendo a recusa a marcas muito caras, diversos supermercados decidiram alterar seu portfólio, com novas estratégias para este momento.

Com isso, as gôndolas passaram a dar destaque para rótulos mais baratos, e muitas vezes desconhecidos. Itens de marca própria também se tornaram comuns. Então, para saber mais, confira a seguir.

Além disso, grandes marcas também estão se adaptando. Para caber no bolso dos clientes, a marca Nestlé, por exemplo, adaptou o tamanho de suas porções. Já a marca P&G criou embalagens maiores para atender seu público, e o Carrefour investe cada vez mais em produtos de marca própria, congelando seus preços.

De acordo com um estudo feito pela consultoria Kantar, e divulgado pelo portal Extra, as principais mudanças nos carrinhos dos brasileiros ocorram em produtos de higiene, beleza e limpeza. Nesses produtos, a troca das marcas foi a mais recorrente. Um exemplo disso é que, de 2020 para 2021, a preferência pela linha econômica de desodorantes aumentou 39%.

Por fim, a pesquisa também mostrou que, no caso de produtos como doces e bebidas, os consumidores procuram manter suas preferências. Já em outros casos, como a carne, o jeito é substituir o alimento por outros mais baratos, ou lanches com frios (salame, presunto etc.).

Fonte: Seu Crédito Digital

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados