Entrega em 15 minutos é a nova fronteira do varejo online de alimentos

Em Nova York, startups implementam dark stores para agilizar entregas hiperlocais

Entregar cada vez mais rápido é uma corrida constante no e-commerce. No setor de alimentos, então, velocidade é essencial. Se no passado entregar no dia seguinte era um diferencial, hoje é o básico. No varejo americano, empresas estão lutando para oferecer entregas quase instantâneas para as compras de supermercado e ocupar espaços em um mercado que cresceu 54% no ano passado, segundo a eMarketer.

Essa disputa é mais intensa em Nova York. Procurando competir com Amazon e DoorDash, que entregam na região em até duas horas, startups como Gorillas, Fridge No More, Jork e 1520 se impõem o desafio de fazer o delivery em até 15 minutos.

Para isso, elas seguem a mesma receita: instalação de dark stores em localizações centrais em Manhattan e no Brooklyn, com equipes próprias de picking e entrega. A pioneira foi a Fridge No More, que instalou duas centrais de distribuição no Brooklyn no fim do ano passado para entregar algumas centenas de SKUs para jovens urbanos, no pico da pandemia. Hoje, a empresa distribui mais de 2 mil SKUs e está expandindo sua operação para o sul da ilha de Manhattan, em um total de oito CDs que são responsáveis por entregas em um raio de uma milha (1,6km), feitas com scooters ou bicicletas elétricas.

Para evitar rupturas, o aplicativo é atualizado em tempo real com a posição do estoque da dark store que fará a entrega. Quando um item que o cliente costuma comprar volta a estar disponível, o consumidor é avisado por um push. O armazém é organizado de tal maneira que cada pedido é montado e despachado em no máximo 4 minutos.

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados