Friboi amplia logística de forma precisa

Com as duas plantas em operação, companhia terá capacidade de armazenar mais de duas mil toneladas de alimentos

A Friboi, empresa da JBS no Brasil, acaba de inaugurar um novo Centro de Distribuição em Brasília, no Distrito Federal. Em novembro, inaugurará outro em Itajaí, Santa Catarina. O objetivo é expandir a capacidade logística para o mercado interno em ambas as regiões, consideradas estratégicas para a Companhia. 

O CD em Brasília, que já entrou em operação, tem capacidade de armazenagem de 800 toneladas e irá atender a capital e cidades satélites. O novo CD da Friboi em Itajaí, que iniciará operação, terá 1.340 toneladas de capacidade de armazenagem. Os dois centros devem gerar, ao todo, cerca de 300 novos postos de trabalho. 

“Os novos CDs, estrategicamente posicionados, vão melhorar o serviço prestado e o mix de produtos entregue para os nossos clientes nessas regiões que são de extrema importância e em que esperamos crescimento de demanda”, explica Gilmar Schumacher, diretor de Logística da Friboi.

A JBS é a segunda maior indústria de alimentos do mundo e a maior companhia no setor de proteínas. Com uma plataforma diversificada por tipos de produtos (aves, suínos, bovinos e ovinos, além de plant-based), a Companhia conta com mais de 250 mil colaboradores, em unidades de produção e escritórios em todos os continentes, em países como Brasil, EUA, Canadá, Reino Unido, Austrália, China, entre outros.

No Brasil, a JBS é a maior empregadora do país, com mais de 145 mil colaboradores.

No mundo todo, a multinacional oferece um amplo portfólio de marcas reconhecidas pela excelência e inovação: Seara, Swift, Pilgrim’s Pride, Moy Park, Primo, Just Bare, entre muitas outras, que chegam todos os dias às mesas de consumidores em 190 países.

A empresa investe em negócios correlacionados, como couros, biodiesel, colágeno, higiene pessoal e limpeza, envoltórios naturais, soluções em gestão de resíduos sólidos, reciclagem e transportes, com foco na economia circular.

O conglomerado conduz suas operações priorizando a alta qualidade e a segurança dos alimentos e adota as melhores práticas de sustentabilidade e bem-estar animal em toda sua cadeia de valor, e assumiu em março de 2021 o compromisso de se tornar Net Zero até 2040. Isso significa que a JBS vai zerar o balanço líquido das suas emissões de gases causadores do efeito estufa, reduzindo a intensidade das emissões diretas e indiretas e compensando toda a residual.

A companhia foi a primeira empresa global do setor de proteína a estabelecer esse compromisso, com o propósito de alimentar pessoas ao redor do mundo de maneira cada vez mais sustentável. 

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados