GPA é líder disparado em redução de emissão de carbono

Fato acontece dentro do setor de Varejo de Alimentos, onde o grupo busca cumprir suas metas à médio prazo

Mais do que uma grande rede de supermercados, o Grupo Pão de Açúcar (GPA) está consolidando um plano para se tornar referência na nova economia de baixo carbono. Sob o comando do CEO Jorge Faiçal, a companhia que faturou R$ 55,7 bilhões no ano passado estabeleceu como objetivo reduzir as emissões de gases em 30% até o fim de 2025.

A meta garantiu à empresa a inédita avaliação A, uma posição de destaque na lista Carbon Disclosure Program (CDP). Ao subir alguns degraus, o GPA passou a ser a varejista do segmento alimentar na América do Sul mais bem posicionada.

O CDP é considerado um dos principais programas de medição e divulgação para gestão eficiente dos riscos relacionados a emissões carbono e às mudanças climáticas.

Criado em 2000, a iniciativa tem 590 investidores e 13 mil empresas que, somadas, possuem mais de US$ 110 trilhões em ativos (64% da capitalização de mercado global).

O CDP é membro fundador da iniciativa Science Based Targets, We Mean Business Coalition, The Investor Agenda e da iniciativa Net Zero Asset Managers.

Fonte: Hugo Cilo, Isto É Dinheiro

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados