Pedidos de alimentos e bebidas por internet quase dobram no 1º T

Dados da Neotrust retratam o movimento do e-commerce no começo do ano com a retomada do varejo físico

Segundo a Neotrust, o e-commerce brasileiro teve um crescimento de 12,6% no 1º trimestre de 2022. Isso representou um faturamento de R$ 39,6 bilhões ao comércio digital. Houve também alta no número de pedidos, que totalizou 89,7 milhões de compras online. Ou seja, uma elevação de 14% em comparação aos três primeiros meses do ano passado.

O destaque é a região Nordeste, que registrou aumento de 20% no faturamento e somou R$ 6,95 bilhões. Além disso, teve alta de 29% nos pedidos, com 14,3 milhões de compras realizadas. Vale lembrar que, segundo a pesquisadora, todas as regiões brasileiras apresentaram crescimento no e-commerce no 1º tri de 2022.

O Sudeste, região com maior faturamento e número de pedidos no varejo digital do Brasil, arrecadou R$ 22,8 bilhões. No caso dos pedidos, foram mais de 54,7 milhões de compras, elevação de 9% em ambos os indicadores em comparação com o mesmo período do ano passado.

Categorias em destaque da Neotrust

As categorias que tiveram maior faturamento no 1º trimestre de 2022 são:

telefonia;

eletrodomésticos;

eletrônicos;

moda e acessórios;

e informática.

Os destaques em faturamento são os eletrodomésticos, com crescimento de 25,8%, e moda e acessórios, com elevação de 25,5%. Apesar de configurarem entre os segmentos de maior arrecadação, telefonia e informática apresentaram queda em faturamento, com redução de 0,6% e 20,3%, respectivamente.

Entre as categorias com maior número de pedidos entre janeiro e março deste ano estão:

moda e acessórios;

beleza e perfumaria;

alimentos e bebidas;

saúde e utilidades domésticas.

Alimentos e bebidas, neste caso, foi o setor que mais cresceu no 1º trimestre, em 73,4%.

Saúde também avança no e-commerce, com aumento de 38,1% nas compras online.

Métodos de pagamento

Entre as formas de pagamento, o cartão de crédito foi o método mais utilizado nas compras digitais nos primeiros três meses de 2022 (representou 82,6% do faturamento total). De acordo com a Neotrust, houve 6,5 pontos percentuais de redução no número de pagamentos por boleto no 1º trimestre. Portanto, um movimento contrário ao Pix, que vem sendo utilizado cada vez mais. Afinal, a forma de pagamentos saltou de 4,3% no primeiro trimestre de 2021 para 9,7% no mesmo período em 2022.

Sobe número de clientes únicos

De acordo com o levantamento da Neotrust, o número de clientes únicos — que fizeram ao menos uma compra — cresceu no 1º trimestre deste ano. Segundo os dados, 24 milhões de clientes únicos realizaram compras contra 23 milhões no mesmo período em 2021, 16 milhões no mesmo período em 2020 e 13 milhões no mesmo período em 2019.

“Apesar do constante crescimento, o que se percebe é a desaceleração de clientes únicos no e-commerce devido à retomada do varejo físico após a pandemia. Com isso, é esperado um avanço do comércio online de forma menos expressiva em relação aos anos anteriores”, concluiu Paulina Dias, Head de Inteligência da Neotrust.

Fonte: ECommerceBrasil

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados