Vendas do comércio caem em março

Levantamento da Serasa Experian registra nova queda da atividade varejista no País. Análise agrega todas as áreas do varejo

O Indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian revelou que as vendas físicas do comércio brasileiro caíram 7,3% em março de 2021, quando comparadas com o mês anterior. Na análise por segmento, todos registraram quedas ainda maiores do que as marcadas em fevereiro de 2021. O destaque negativo fica com o segmento de tecidos, vestuário, calçados e acessórios, que caiu 28,7%.

O economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, avalia que a retração tem um reflexo claro. “O retorno das medidas mais severas sobre o distanciamento social e as restrições de funcionamento impostas aos comércios impactaram diretamente as vendas dessas empresas durante o mês, causando queda em todos os setores. Além disso, o poder de compra do consumidor também foi afetado pelo corte do auxílio emergencial. É possível observar ainda, que os itens essenciais, como alimentação, tiveram um tombo mais leve, já que mesmo com a alta dos preços continuam sendo imprescindíveis. Ou seja, as pessoas estão tendo que avaliar suas necessidades e ser cada vez mais criteriosas para realizar suas compras”.

Ano passado, o comércio registrava crescimento nas vendas de 5,3% nesse mesmo período.

Posts Relacionados

Fique por dentro de nossas novidades