Epa e Mineirão anunciam fusão com OK Supermercados

Grupo vai administrar 32 lojas no Espírito Santo. Valor da transação não foi revelado

A DMA Distribuidora, dona do Epa Supermercados e do Mineirão Atacarejo, anunciou a fusão com o OK Supermercados. Com a integração, o grupo passa a administrar 32 lojas no Espírito Santo, sendo 20 do Epa, cinco do Mineirão e sete da rede OK.

A fusão das empresas estava sendo negociada há cerca de três meses. O valor da transação não foi informado.

A partir da próxima semana, as ações de integração das marcas já devem começar a ser implementadas nas lojas. A expectativa é de que, até o Natal, os clientes tenham um novo perfil nos supermercados.

Segundo o diretor do grupo DMA, Roberto Gosende, a transação irá possibilitar a expansão dos negócios das empresas. Futuramente, as lojas dos supermercados devem passar por ampliações. Ele explicou que ainda não há previsão sobre a criação de novos estabelecimentos.

“Antes de pensar em novas lojas, precisamos primeiro ‘arrumar a casa’, acertar a identidade e falar com os clientes sobre a fusão para que haja aceitação. Em 2004, quando a DMA veio para o Espírito Santo perguntaram se viemos para ficar. Respondemos que avinhemos não só para ficar, mas para crescer. A ideia da soma dos esforços com o OK Supermercados é mais do que consolidar. O Espírito Santo é um dos estados que mais vem crescendo no país, isso só nos motiva a cada vez mais investir”, destacou.

O diretor do OK Supermercados e responsável pela gestão da operação, Cezar Roncetti, disse que a fusão das marcas e ampliação dos negócios também deve beneficiar os fornecedores locais.

“A indústria local é muito forte, os fornecedores locais são muito fortes. Faz parte do nosso projeto fortalecer e valorizar cada vez mais esta relação”, frisou.

Vagas de emprego serão mantidas

Segundo os diretores, com a integração entre os supermercados, todas as vagas de emprego serão mantidas. O grupo DMA passa a contar com aproximadamente 3.800 funcionários no Espírito Santo.

“Todos os empregos serão mantidos integralmente. Como é uma soma, não há motivo para qualquer alteração no quadro de funcionários”, explicou Gosende.

Novas vagas de emprego definitivas devem ser criadas, mas ainda não há uma previsão para isso ocorrer. Com o aumento da demanda de serviços no fim do ano, vagas temporárias devem ser abertas, no entanto, também ainda não há uma definição da quantidade, área e lojas de atuação, tampouco dos cargos.

O diretor da DMA explicou ainda que, como as marcas já estão consolidadas na sociedade, ainda não há uma definição sobre a possibilidade de um novo nome para os supermercados. Os clientes devem ser ouvidos neste processo de escolha.

“Quem vai determinar como será o nome será os consumidores. Estamos fazendo um levantamento de qual é a melhor forma, qual a melhor identidade”, disse.

Atualmente, o OK conta com um hipermercado na Reta da Penha, em Vitória, e outros superatacados em Cariacica, Linhares, Serra, Vila Velha e em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro.

A DMA, por sua vez, conta com lojas espalhadas em dez estados do país. No Espírito Santo desde 2004, a rede tem atualmente 20 lojas do Epa e outras cinco unidades do Mineirão Atacarejo.

Fonte: Daniel Barros, Folha Vitória

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados