GPA sofre com queda de vendas no segmento premium

Prévia operacional da companhia aponta que a receita bruta consolidada supera os R$ 11 bi

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) registrou receita bruta total consolidada de R$ 11,1 bilhões no primeiro trimestre de 2022, segundo a prévia operacional da companhia. O resultado considera as operações brasileiras e o Grupo Éxito, além de não excluir as operações Extra Hiper, postos e farmácias.

A varejista reforça que o primeiro trimestre foi marcado pela transição de sua operação no Brasil e pela manutenção da retomada do Éxito. “Importante destacar que as lojas Extra Hiper, tanto as que foram fechadas no começo do ano como as que estão abertas e serão convertidas, serão alocadas em atividade descontinuada”, ressalta o GPA.

Ainda no consolidado, o indicador vendas mesmas lojas (SSS, na sigla em inglês) cresceu 11,2% entre janeiro e março. As operações do GPA Brasil tiveram receita bruta de R$ 4,72 bilhões no período.

Considerando apenas o chamado Novo GPA Brasil, que exclui hipermercados e drogarias, o faturamento foi de R$ 4,19 bilhões no primeiro trimestre. Enquanto vendas mesmas lojas caiu 0,9% para os dois resultados.

Mesmo com um cenário macroeconômico desafiador, queda de venda do mercado no segmento premium e mudanças operacionais ocasionadas pelos ajustes necessários à transformação do Novo GPA, a bandeira Pão de Açúcar ficou em linha com o mesmo período de 2021. No 1T22, mesmo com o fechamento de todas as lojas de hipermercado, a penetração de vendas online total foi de 9,9% e a venda do e-commerce totalizou R$ 369 milhões, crescimento de 44% vs 1T21, excluindo as vendas dos hipermercados que foram descontinuados.

“Na bandeira Pão de Açúcar apresentamos um leve, mas importante crescimento, mesmo com o mercado premium em regressão segundo a Nielsen. Esse resultado nos dá confiança de que a estratégia traçada se mostra ganhadora. Tivemos um efeito pontual na ruptura muito alto, explicado pelo momento de ajuste na malha logística devido à saída dos hipermercados. Essa adequação da malha já foi superada e no início de abril já estamos com níveis em patamares pré-transação. Outro
impacto negativo na bandeira foi a dificuldade de importação nos últimos 2 meses, principalmente devido à falta de contêineres. Com isso, a participação de alguns produtos em categorias importantes está sofrendo com ruptura”, diz o comunicado aos investidores do GPA.

Já o Grupo Éxito, que opera na Colômbia, Uruguai e Argentina, teve receita bruta de R$ 6,91 bilhões de janeiro a março, com o indicador vendas mesmas lojas subindo 20,8% na base anual.

Segundo o GPA, diante a valorização do real em relação ao peso colombiano, o crescimento total lojas do Éxito foi de 5,2% na comparação com o mesmo trimestre de 2021.

O Grupo Pão de Açúcar diz que, nos três primeiros meses deste ano, foram fechados 41 hipermercados e 68 drogarias da bandeira Extra, enquanto abriu duas lojas Minuto Pão de Açúcar. O Éxito, por sua vez, encerrou as atividades de 13 unidades na Colômbia, sendo quatro para conversão, e uma no Uruguai.

Fonte: Flávya Pereira, Valor

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados