Indústria de doces saudáveis se rende ao cash & carry

 Indústria de doces saudáveis se rende ao cash & carry

Empresa projeta crescimento de 31% no faturamento em relação ao ano passado

A Flormel, de doces saudáveis, está entrando no atacarejo. A marca amplia ainda seu portfólio com novas linhas, como a zero açúcar, e deverá ter seus biscoitos vendidos para a Gol e distribuídos a bordo a partir de setembro. Com isso, a produção na fábrica em Franca, interior de São Paulo, crescerá 15% este ano.

Alexandra Cassoni, CEO da empresa, explica que não será preciso expansão fabril, pois o aumento de dois para três turnos vai absorver a demanda.

A Flormel estima ampliar em 31% o faturamento este ano sobre 2021, quando ficou em R$ 78 milhões. Deste percentual, 15% vêm da inovação, 10% do atacarejo e o restante de novos negócios, como o contrato com a aérea.

O atacarejo, diz Alexandra, reforça a estratégia de democratizar os itens e alcançar novos consumidores a um tíquete menor. Pela primeira vez, a empresa lançou produtos a partir de R$ 2,49. O mínimo era de R$ 4,90.

Fonte: Pense Grande, O Globo

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados