Permanece alta taxa de encerramento de portfólio em 12 meses

A boa notícia da indústria nacional é que os negócios começam a reagir, mostra Índice GS1 Brasil

A taxa de Retração Industrial, levantamento estatístico promovido pela Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, constata que mais empresas encerraram o portfólio de produtos nos sete primeiros meses deste ano, quando se compara ao mesmo período do ano passado. A taxa acumulada no ano cresceu 10,5% no total no Brasil.

Apesar desse cenário, o indicador pode representar certo otimismo, pois em julho Taxa de Retração Industrial teve queda de 18,8% com relação ao mês anterior pelo terceiro mês consecutivo. Para MPE a queda foi de 19,9%.

Olhando para o mesmo mês do ano anterior, houve um crescimento da inatividade das empresas em 9,3% para o número Brasil e 21,2% para MPE. Entre os meses de janeiro e julho de 2021, a Taxa de Retração Industrial está acumulada em 10,5% para o total Brasil e em 16,4% no indicador para MPE.

A Taxa de Retração Industrial é um levantamento estatístico que gera informações úteis ao monitoramento e antecipação de tendências econômicas, constituindo-se em importante ferramenta para a tomada de decisões nos âmbitos público e privado. É útil para análises econômicas realizadas no meio acadêmico, em consultorias e em organizações públicas. Esse indicador foi criado com base no número de empresas que encerram seu portfólio de produtos e foi concebido com a finalidade de aferir e identificar tendências no encerramento de atividades empresariais no Brasil.

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados