Startup busca inédito delivery negativo em carbono

Empresa que usar IA para atingir as metas ambientais na Alemanha e nos Estados Unidos

A plataforma de quick commerce Jokr, dona da Daki no Brasil, anunciou uma parceria com a greentech alemã Plan A em um projeto ambicioso: se tornar a primeira empresa de seu setor a ser “carbono negativa”, retirando gás carbônico da atmosfera. O objetivo é chegar a essa meta até o final desta década.

Para isso, a empresa pretende trabalhar com seus fornecedores para cortar o desperdício de alimentos e materiais para menos de 1% do volume utilizado. Para medir isso, a Jokr usará o software da Plan A, que fará a contabilidade do uso de carbono, descarbonização e gestão das atividades ESG da empresa. A partir daí, a Jokr desenvolverá uma estratégia envolvendo toda sua cadeia de suprimentos para alcançar sua meta.

A estratégia será baseada em quatro pontos:

  1. Otimizar a demanda e o suprimento para minimizar o consumo direto e indireto de energia, além do lixo gerado ao longo de toda a operação logística;
  2. Ampliar o uso de energia renovável nos veículos usados pela empresa, substituindo combustíveis fósseis;
  3. Descarbonizar a cadeia, adotando energia de fontes renováveis;
  4. Engajar fornecedores para encorajar que toda a cadeia de suprimentos reduza suas emissões.

Uma das principais fontes de redução de carbono será a gestão do desperdício de alimentos. Atualmente, segundo a ONG americana ReFED, anualmente o varejo dos EUA elimina 10,5 milhões de toneladas de alimentos, dos quais 35% vão para aterros ou são incinerados. A Jokr pretende atacar esse problema a partir de Inteligência Artificial, para melhorar a previsão de demanda e reduzir os índices de perda de alimentos perecíveis.

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados