Amazon muda estratégia no varejo físico e reforça foco em alimentos

Empresa anuncia fechamento de livrarias e do conceito 4-Star e concentra investimentos em supermercados e vestuário

A Amazon surpreendeu nesta semana ao anunciar que pretende fechar 68 lojas físicas nos Estados Unidos. A empresa decidiu encerrar as operações dos formatos Amazon Books, Amazon 4-Star e lojas pop up, poucos meses depois de anunciar que tinha planos de ampliar essas redes. Com isso, a empresa passa a concentrar suas lojas físicas nas bandeiras de alimentos (Amazon Go, Amazon Fresh e Whole Foods), na venda de tecnologia de varejo para terceiros e na bandeira de vestuário Amazon Style, cujo projeto foi anunciado há menos de dois meses.

Com isso, a Amazon encerra um ciclo de 7 anos de operação das livrarias físicas, que se tornaram bons exemplos de como unir elementos omnichannel para entregar experiências relevantes para os clientes, da localização do sortimento de acordo com as preferências locais à integração com o aplicativo da marca para acelerar pagamentos, passando pelo uso de precificação dinâmica.

Com mais de 470 lojas, a operação de alimentos da Amazon é hoje muito mais relevante do que os formatos que serão descontinuados – e representa mais oportunidades de uso de tecnologia e coleta de dados. Um bom exemplo é o uso do sistema “Just Walk Out”, inicialmente em lojas de menos de 200 metros quadrados e, mais recentemente, em uma unidade da Whole Foods com 10 vezes esse tamanho.

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados