Busca por pontos comerciais leva varejista a oferecer “recompensa”

No Reino Unido, rede de descontos Lidl quer pagar comissão a qualquer pessoa que identificar bons pontos para suas novas lojas

*Renato Müller

A rede alemã de hard discount Lidl tem um plano agressivo de expansão no mercado inglês. E, para abrir 200 PDVs e chegar à meta de 1.100 lojas em operação no país até 2025, a empresa decidiu pedir ajuda de uma forma diferente.

Em vez de confiar somente nas indicações de estudos de geolocalização e em consultorias imobiliárias, a varejista decidiu oferecer uma recompensa para qualquer pessoa que identificar locais até então não mapeados onde seja possível abrir uma unidade da rede. A empresa se dispõe a pagar 1,5% do valor de compra do terreno ou 10% do aluguel do primeiro ano, o que somaria cerca de US$ 28 mil.

“Queremos ouvir todas as boas sugestões, independente de onde vierem”, afirma Richard Taylor, diretor de expansão da rede. O crescimento da Lidl, sexta maior supermercadista britânica, acontece em um momento em que as big four locais (Tesco, Sainsbury’s, Asda e Morrisons) estão mais focadas em acelerar suas operações omnichannel e ganhar rentabilidade na estrutura já existente do que em abrir novas unidades.

Enquanto isso, Lidl e sua rival alemã Aldi aceleram a expansão orgânica, aproveitando um momento de alta no custo de vida da população local para atrair mais clientes com seu posicionamento de preços muito baixos. E o esforço tem rendido frutos: segundo dados da Kantar, Aldi e Lidl tiveram, de fevereiro a abril, mais de 1 milhão de visitantes adicionais em relação ao mesmo período do ano passado.

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados