Coalizão multissetorial da cadeia de abastecimento se reúne para analisar avanços em torno da agenda ESG

ABRAS realiza 2º Fórum da Cadeia Nacional de Abastecimento com a presença do Presidente Jair Bolsonaro, ministro Paulo Guedes, lideranças do varejo e de outros setores da sociedade

A Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) realizou nesta quinta-feira (9) a 2ª edição do Fórum da Cadeia Nacional de Abastecimento ESG (sigla para governança ambiental, social e corporativa). Em junho de 2021, a entidade varejista inovou, como de costume, apresentando a primeira versão do evento que contou com a participação de 14 entidades setoriais, representantes dos principais elos que integram a cadeia de abastecimento no Brasil, e que elegeram propostas para cinco grandes desafios que foram trabalhadas ao longo de um ano.

Coube a João Galassi, presidente da ABRAS, abrir os trabalhos do dia sendo o portador das boas notícias geradas pelo fórum e apresentar os novos desafios. Galassi iniciou sua fala dimensionando a grandeza do evento. “A Cadeia Nacional de Abastecimento representa um grandioso ecossistema dedicado a abastecer a nossa população continental, representada pelos 214 milhões de pessoas que vivem em nosso país.”

Galassi também relembrou que cinco metas foram eleitas como prioritárias pela coalizão multissetorial formada pelas entidades. Foram elas: 1) redução de custos por meio da reforma tributária; 2) redução de desperdício através da adoção do “Best Before”; 3) consumo consciente por meio da economia circular; 4) combate à fome conectando o mapa de desperdício com o mapa da fome e 5) conhecimento sobre o ESG atrelado à disseminação de informação, treinamento e capacitação. “Todas as nossas metas têm profunda conexão com a agenda 2030, que estabelece os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU”, complementou o presidente da entidade.

O trabalho desenvolvido por cada um dos cinco grupos foi apresentado em sessões específicas, que contou com a participação de experientes painelistas de todos os setores, o que proporcionou uma discussão multilateral e colaborativa. No meio da tarde, durante a sessão sobre consumo consciente, o presidente Jair Bolsonaro – direto dos Estados Unidos, onde está presente para se encontrar com o presidente norte-americano Joe Biden – participou do evento. Ele comentou sobre a pandemia da covid-19, países da América do Sul, os combustíveis, reformas, os preços dos alimentos, etc.

Sobre esse último item ele declarou: “Hoje em dia, está como vilão da cesta básica o preço do óleo de soja. Temos outros produtos também que subiram bastante: ovos, leite, açúcar, café. Em momentos difíceis como esse, entendo que é preciso todos nós colaborarmos. Então, o apelo que eu faço aos senhores, a toda cadeia produtiva, é para que os produtos da cesta básica obtenham o menor lucro possível para gente dar uma satisfação a uma parte considerável da população, especial os mais humildes. Eu sei que a margem de lucro vem cada vez diminuído mais e vocês já vem colaborando.  Mas, peço para colaborarem um pouco mais com a margem de lucro com os produtos da cesta básica”, apelou o presidente.

Simultaneamente, Paulo Guedes, Ministro da Economia, também participou do Fórum de modo remoto. “Neste momento, nós temos, de um lado, os impostos que nós estamos baixando e na ponta tem vocês que estão em contato com a população brasileira sofrendo a pressão e a reclamação do consumidor. Mas, nós estamos juntos nisso e encerro reforçando o pedido do presidente. Agora, é hora de dar um freio nessa alta de preços, é para o bem do Brasil. E o Brasil será o primeiro a sair da crise”, complementou Guedes em sua fala.

Para conhecer todos os protagonistas e debatedores do evento, ficar sabendo em detalhes sobre as metas apresentadas e as conclusões do 2º Fórum Nacional da Cadeia de Abastecimento ESG, não perca a matéria completa na próxima edição da Revista SuperHiper. A íntegra do evento também está disponível no canal da ABRAS no Youtube.

Este evento contou com os seguintes patrocinadores: DMCard, Ambev, Coca-Cola Brasil, Ypê. Apoio da varejista Carrefour. Apoio especial de KPMG, WFP, Pacto Global.

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados