Grupo Carrefour tem queda de 13,5% no lucro líquido ajustado do 4º tri

O lucro líquido ajustado registrado pela empresa foi de R$ 766 milhões. Vendas brutas acumuladas ao longo de 2021 somaram R$ 81,1 bilhões

Dando início à largada na divulgação dos resultados do varejo do quarto trimestre de 2021, o Grupo Carrefour anunciou nesta terça-feira (15) um lucro líquido ajustado (com o desconto de outras receitas e despesas operacionais) de R$ 766 milhões ou 3,7% da receita líquida, no período, representando uma queda de 13,5% ante o quarto trimestre de 2020. O Ebitda ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), por sua vez, foi de R$ 1,8 bilhão – alta de 1,4% em relação ao número de 12 meses atrás. As vendas totais do grupo avançaram 3,7% para R$ 22,8 bilhões no período.

Dentre as razões para a queda do lucro líquido, a companhia menciona o “impacto do aumento das despesas financeiras (maior nível de endividamento e taxas de juros)”.  Em 2021, o lucro líquido ajustado totalizou R$ 2,4 bilhões ou 3,3% da receita líquida do Grupo Carrefour Brasil, registrando queda de 13% em relação ao ano de 2020.

O resultado aponta que “outras receitas” aumentaram em R$ 92 milhões para R$ 148 milhões no 4T21 impulsionadas por maiores receitas relacionadas à litígios, principalmente, devido a decisões favoráveis e acordos de conciliação. O comunicado informa que as despesas com imposto de renda e contribuição social atingiram R$ 230 milhões no 4º trimestre de 2021, R$ 134 milhões ou 36,8% inferior ao mesmo período do ano anterior e que a alíquota efetiva no trimestre foi de 17,4% ante 26,5% no quarto trimestre de 2020, favorecida pelo efeito de R$ 107 milhões de uma decisão do Supremo Tribunal Federal que declarou a inconstitucionalidade da tributação dos valores relativos à taxa Selic recebidos em caso de pagamentos indevidos de impostos.

A companhia encerrou 2021 com caixa líquido de R$ 565 milhões. Incluindo os recebíveis descontados, o Grupo Carrefour Brasil encerrou dezembro com dívida líquida de R$ 2,4 bilhões ou 0,43x EBITDA Ajustado LTM. No acumulado de 2021, as vendas brutas somaram R$ 81,1 bilhões, avanço de 8,6%.

Segundo Stéphane Maquaire, o Grupo Carrefour apresentou um desempenho muito resiliente no 4ª trimestre e no ano de 2021, com crescimento nas vendas brutas e Ebitda ajustado. “A expansão do Atacadão acelerou e o Banco Carrefour continuou sua forte recuperação, enquanto as vendas de alimentos do Carrefour Varejo voltaram a crescer”.

Desempenho por canais

No Atacadão, rede do grupo, as vendas brutas atingiram R$ 16,7 bilhões no quarto trimestre, alta de 6,6% versus ano anterior, com queda de 5% em “mesmas lojas” (em operação há mais de um ano). A margem bruta do Atacadão subiu 1,4 ponto, para 5,5%. A margem Ebitda (ajustada), que mede lucro antes de juros, impostos amortização e depreciação, cresceu 0,4 ponto na rede, para 7,9%.

No braço de varejo (supermercados e hipermercados), as vendas brutas caíram 3,4% no quarto trimestre, para cerca de R$ 6 bilhões, e as lojas com mais de um ano (“mesmas lojas”) recuaram 1,4%. A margem bruta do varejo encolheu 1,7 ponto no quarto trimestre, para 23,2%, e a margem Ebitda caiu mais, 2,9 pontos, para 5,2%.

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados