Inflação de alimentos impacta resultado do 4º trimestre do Carrefour

Lucro líquido ajustado registrado pela companhia foi de R$ 766 milhões. Vendas brutas acumuladas ao longo de 2021 somaram R$ 81,2 bilhões

Na divulgação do balanço financeiro do 4º trimestre, o grupo Carrefour registrou queda de 13,5% no lucro líquido ajustado para R$ 766 milhões. O resultado se deveu a menos vendas comparáveis atribuídas à inflação alta, segundo comentou a empresa. O Ebitda ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), por sua vez, foi de R$ 1,8 bilhão – alta de 1,4% em relação ao número de 12 meses atrás. As vendas totais do grupo somaram R$ 22,78 bilhões, avanço de 3,7% sobre o 4º trimestre de 2020. No ano de 2021, as vendas brutas totais somaram R$ 81,2 bilhões ou 8,6% sobre 2020.

No segmento Carrefour Varejo (supermercados e hipermercados), as vendas brutas caíram 3,4% no quarto trimestre, para cerca de R$ 6 bilhões, e as lojas com mais de um ano (“mesmas lojas”) recuaram 1,4%. A margem bruta do varejo encolheu 1,7 ponto no quarto trimestre, para 23,2%, e a margem Ebitda caiu mais, 2,9 pontos, para 5,2%. Contudo, a venda de produtos de marca própria apresentou 19,4% das vendas líquidas totais de alimentos, dada a iniciativa de congelamento de preços – iniciada em novembro, mostrando sua relevância em um ambiente inflacionário, informou a empresa por meio de videoconferência para divulgação do resultado do 4º trimestre.

No Atacadão, rede do grupo, as vendas brutas atingiram R$ 16,7 bilhões no quarto trimestre, alta de 6,6% versus ano anterior, com queda de 5% em “mesmas lojas” (em operação há mais de um ano). A margem bruta do Atacadão subiu 1,4 ponto, para 5,5%. A margem Ebitda (ajustada), que mede lucro antes de juros, impostos amortização e depreciação, cresceu 0,4 ponto na rede, para 7,9%.

Ao analisar esses dados, o banco Inter que escreve ao mercado avalia que o primeiro semestre de 2022 deve continuar favorável para a companhia. “Com a inflação alimentar se acomodando no final do segundo semestre, o varejo deve retornar aos níveis históricos de eficiência operacional. A expansão do Atacadão (rede do Grupo), aliada as integrações das lojas adquiridas do Makro e Grupo Big (e que ainda tem sinergias relevantes a se materializarem) tem forte potencial de geração de valor.”

Em vídeo conferência nesta quarta-feira para apresentação dos resultados do 4º trimestre aos investidores, David Murciano, CFO do grupo Carrefour, falou que, mesmo em um cenário inflacionário e desafiador, a estratégia de expansão do Grupo Carrefour Brasil foi mantida, com a inauguração de 9 lojas Cash & Carry e 2 operações de atacado de entrega no 4T21, totalizando 44 lojas e 3 atacados de entrega em 2021, em linha com o plano anunciado no início do ano.

“A integração bem-sucedida das lojas Makro em 2021 faz com que a perspectiva de integração do Grupo BIG seja muito animadora. No segmento de varejo, abrimos 12 lojas de conveniência – incluindo lojas autônomas – e 1 supermercado, no ano de 2021 abrimos 14 lojas Express (11 autônomas) e 1 supermercado. A rede total de lojas do Grupo Carrefour Brasil atingiu 779 lojas ao final de 2021”, disse.

Quanto aos resultados computados já neste início de ano de 2022, o CFO afirmou que as vendas de janeiro e início de fevereiro estão boas tanto para o varejo quanto para o atacado. “Estamos muito satisfeitos neste início de ano, com crescimento também no nosso market share”, disse.

O executivo contou também que estão previstas para 2022 ampliações de lojas do Grupo BIG em cidades do Nordeste e Sul onde a rede já está consolidada. “Como a operação ainda aguarda definição do Cade (órgão de defesa da concorrência), não podemos abrir sobre quantidade de novas lojas que serão convertidas”, destacou Murciano.

Questionado sobre a estratégia da frente de atacarejo, principal geradora de receita do grupo, Murciano afirmou que o Atacadão seguirá este ano atuando para elevar participação de mercado dado que a operação se baseia em volume de vendas.

Sobre as operações via canal digital, o grupo afirma que esse modelo continua ganhando força. O Atacadão representou 2,1% de suas vendas totais no 4º trimestre ou 73,7% do total de vendas de alimentos via canal digital do Grupo, reforçando o poder e escalabilidade do modelo. No ano de 2021, as vendas via canais digitais cresceram 77,7%.

O CFO afirmou ainda que a companhia está trabalhando com novos e-commerces do mercado para ampliar sua atuação no digital. “Nossos modelos estão preparados para acompanhar essa mudança no digital, principalmente para o público B2B (padarias, lanchonetes, hotéis, restaurantes e pequenos mercados)”, afirmou Murciano.

A companhia encerrou 2021 com caixa líquido de R$ 565 milhões. Incluindo os recebíveis descontados, o Grupo Carrefour Brasil encerrou dezembro com dívida líquida de R$ 2,4 bilhões ou 0,43x EBITDA Ajustado LTM. No acumulado de 2021, as vendas brutas somaram R$ 81,1 bilhões, avanço de 8,6%.

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados