Mudança de estratégia da CVS serve de alerta para supermercados

Maior rede de farmácias dos EUA acelera inovação digital e oferta de serviços para reforçar omnicanalidade e se aproximar ainda mais dos consumidores

A CVS, maior operador de farmácias dos Estados Unidos, anunciou que irá fechar 900 pontos de venda nos próximos três anos, ao mesmo tempo em que irá acelerar sua estratégia digital para acompanhar a migração do comportamento dos consumidores – que passaram a comprar mais online na pandemia e continuam evitando compras de itens de conveniência, que respondem por uma parte importante do faturamento das lojas físicas.

Os 900 pontos de venda que serão fechados correspondem a aproximadamente 9% da base de lojas da varejista – são cerca de 10 mil unidades físicas em todo o território americano. Embora a localização das lojas que serão fechadas não tenha sido divulgada, certamente a medida diminuirá a canibalização de PDVs – em metrópoles como Nova York, não é raro ver uma CVS a cada esquina. Com o digital, uma mesma loja pode continuar atendendo à demanda, tanto fisicamente quanto pelo delivery.

Além disso, as lojas físicas ganharão reforço de serviços – de testes diagnósticos a injeções – para se transformarem em destinos. Hoje, as drugstores americanas são concebidas como lojas de conveniência que vendem medicamentos. Na pandemia, esse modelo foi fortemente desafiado: mais pessoas passaram a fazer consultas e comprar medicamentos online, além de usar o drive thru ou o “clique e retire”. Em todos esses casos, o resultado é a diminuição do fluxo em boa parte dos PDVs (especialmente nas grandes cidades) e a perda de oportunidades de venda de itens de impulso.

“O fechamento de lojas e o remodelamento dos PDVs não significa que o varejo físico perdeu relevância para nós”, comenta a CEO da CVS, Karen Lynch. “As lojas continuam sendo fundamentais em nossa estratégia, pois consideramos a presença em milhares de cidades americanas como uma grande vantagem competitiva que complementa o rápido crescimento da nossa presença digital”, completa a executiva.

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados