Produtos “feinhos” ganham o consumidor

Toda a cadeia lucra e o cliente saí satisfeito das lojas

Uma nova modalidade de comercialização está ganhando espaço no supermercado: a venda de produtos perto do vencimento, conhecidos como “vencidinhos”, e de itens que estão com as embalagens amassadas, mas sem comprometimento da qualidade, chamados de “feinhos”. Ganham o consumidor, que mantém o padrão de compra e economiza; o fornecedor, que não tem devolução; e o supermercadista.

No Rio, a prática ainda caminha a passos lentos, mas o Superprix já a adotou. Na rede, os descontos variam de 10% a 50%. Os produtos têm sido a saída de muitos consumidores para manter o padrão de compra, sem estourar o orçamento.

A Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj) vê com bons olhos a comercialização desses produtos. Em São Paulo, por exemplo, já há estabelecimentos comerciais especializados na venda dessas mercadorias.

“A Asserj incentiva muito esse tipo de iniciativa, que é boa para todo mundo: para a indústria, que escoa a produção, para o supermercado, que garante a venda, e para o consumidor, que neste momento está muito atento a preço, e consegue uma grande oportunidade. Principalmente o consumidor de baixa renda, porque ele consegue ter acesso ao produto que está absolutamente próprio para o consumo e com o preço bem mais em conta. Além disso, esse tipo de comercialização evita o desperdício de alimentos, porque, se vencessem na prateleira, obviamente seriam descartados”, avalia Fábio Queiróz, presidente da Asserj.  

Mas o que acontece com esses produtos? Viviane Areal, diretora da rede Superprix, explica que algumas marcas negociam trocar os produtos que vão vencer por outros com maior validade. Já para as marcas que não têm essa negociação, as mercadorias são descartadas.

“No SuperPrix, quando estão próximos das datas de vencimento, os produtos são remarcados com promoções, que ficam próximas dos caixas ou em locais de destaque, para chamar a atenção dos clientes. Essas ofertas são frequentes e acontecem em todas as lojas”, explica Viviane Areal, diretora da rede.

No Superprix, a promoção dos “vencidinhos” ocorre em todas as lojas da rede e pode ser identificada pelas etiquetas colocadas em gôndolas ou carrinhos para que os consumidores façam a escolha. Entre as ofertas disponíveis, é possível encontrar o biscoito da marca Toddy, que passa de R$ 3,79 para R$ 2,99. Um copo de Guaracamp de R$ 1,19 pode ser comprado por R$ 0,79. Até bebidas ganham desconto: a Skol Beats cai de R$ 5,49 (a lata) para R$ 2,99.

A psicóloga e publicitária Suzi Moraes, de 52 anos, moradora da Tijuca, na Zona Norte, aproveita as promoções do supermercado para abastecer a despensa e gastar menos. “Aproveito o preço mais em conta e não me preocupo, porque sei que não vai me dar problemas”, explica Suzi, que inclui na lista frios, chocolates e biscoitos.

Em tempo de pouca grana e preços em alta, as dicas são: comprar apenas a quantidade necessária para o consumo — dessa forma evita que estraguem, principalmente se eles estiverem nas categorias “vencidinhos” ou “feinhos” — e reaproveitar alimentos já prontos. Na cozinha, nada se perde, tudo se recria.

Fonte: Bloomberg/Valor

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados