Marfrig quer indicar membros para o conselho de administração da BRF

Assembleia de acionistas da dona da Sadia vai eleger novo conselho em 28 de março

A Petros até conseguiu impedir que a Marfrig aumentasse sua fatia acionária na BRF, mas não poderá evitar que a empresa de Marcos Molina exerça a influência que a participação de 33% na dona da Sadia lhe confere.

Depois de estrear na BRF como um investidor declaradamente passivo, a Marfrig declarou que agora vai indicar membros para o conselho de administração da BRF. Um fato relevante é que a companhia informou que seu conselho decidiu que a Marfrig “deve exercer seus direitos de acionistas para passar a influenciar na administração da BRF”.

Para indicar membros para o conselho de administração da BRF — um colegiado de dez membros —, a Marfrig apresentará uma chapa de candidatos à dona da Sadia. Cabe ao board liderado por Pedro Parente enviar a proposta da BRF para a assembleia geral ordinária, o que inclui a aprovação das contas do ano passado e os candidatos a conselheiros para o próximo mandato de dois anos.

A assembleia de acionistas da BRF está agendada para 28 de março e a companhia precisa divulgar a proposta da administração, com a chapa, com um mês de antecedência. A BRF deve revelar a chapa na sexta-feira. Algumas definições importantes já ocorrem amanhã.

Considerando a participação de quase 33%, a Marfrig teria condições de indicar a maior parte dos membros do conselho. No entorno da BRF, a expectativa é que os membros mais vocais contra o follow-on — José Luiz Osório e Marcelo Bacci — não sigam no conselho, a menos que a Petros peça o voto múltiplo.

Crédito: Valor Econômico/Pipeline

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados