Heineken elege Passos para abrir nova fábrica

Anúncio acontece hoje em meio a enorme presença de políticos ávidos pelo aporte de recursos bilionários

A cidade de Passos, no Sul de Minas Gerais, venceu a disputa para sediar a nova fábrica da cervejaria Heineken no estado. Segundo apurou o periódico junto a fontes ligadas à negociação, representantes da prefeitura da cidade e da empresa de bebidas vão assinar nesta quarta-feira (27/4) o protocolo para a instalação do complexo produtivo.

A Heineken prevê investimento de R$ 1,8 bilhão em Passos. A cerimônia de assinatura do acordo deverá ter a participação de Romeu Zema (Novo), governador de Minas Gerais. Um ofício do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) aponta que o procurador-geral do Estado, Jarbas Soares Júnior, também estará presente.

Segundo informações, alguns políticos foram fundamentais para a decisão da Cervejaria, entre eles o pré-candidato a Deputado Federal Renato Andrade, quando juntamente com o presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco, estão viabilizando a verba para asfaltar o anel viário que ligará a rodovia Passos/Glória à MG-050, local onde será a possível sede da fábrica.

A concorrência em torno da fábrica da cervejaria teve a participação de várias cidades mineiras. Cidades como Uberaba, Patrocínio e Frutal, no Triângulo Mineiro, Ouro Preto e Mariana, na Região Central, e Santa Rita do Sapucaí, no Sul, chegaram a se apresentar como candidatas.

Nesta terça (25), o deputado estadual Cássio Soares (PSD), que tem Passos como uma de suas bases eleitorais, também confirmou a nova localização da indústria. “A decisão da Heineken não é política. Ela escolheu Passos porque reúne características que favorecem a industrialização e o escoamento de mercadorias da empresa. Temos uma cidade com aeroporto, universidade pública, a Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG), com 27 cursos de graduação, água em abundância e um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) razoável”, disse.

A escolha da Heineken por Passos põe fim a um imbróglio iniciado em dezembro último, quando a cervejaria desistiu de Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Fonte: Guilherme Peixoto e Luciene Garcia, Estado de Minas

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados