Opções para economizar energia ao gosto do freguês

Especializada em soluções para a redução dos custos energéticos, a Autonomia Total disponibiliza ao varejo um amplo portfólio para ajuda-lo a economizar na conta de luz

O setor supermercadista brasileiro já pode contar com um kit de soluções inéditas e disruptivas de economia de energia. A Autonomia Total traz para o mercado nove soluções que podem atender tanto o pequeno, como o médio e grande supermercadista.

Essas soluções se adaptam às necessidades do cliente e ao orçamento que ele tem para investir. Elas começam com um equipamento exclusivo que reduz em 30% o consumo de ar condicionados splits, depois com um equipamento que analisa o consumo minuto a minuto e pode ajudar a sugerir mudanças de comportamento que levam a economia, e um kit de manutenção, já que é provado que uma manutenção bem feita economiza em torno de 10% do consumo, ou evita que esse se eleve.

Completando o portfólio, a empresa disponibiliza a solução mais disruptiva de todas, o grafeno, um lubrificante que além de reduzir o ruído das máquinas, melhora o trabalho do ar condicionado, fazendo com que o compressor trabalhe “mais folgado” e economize.

Trabalhando em conjunto, há ainda o seu gás refrigerante, que reduz em 15% o consumo, além de ser ecológico e trabalhar com pressão muito menor que os atuais. A Autonomia Total tem também uma solução da tinta refletiva, muito útil para grandes galpões, onde o calor externo não penetra a unidade, reduzindo em 40% a temperatura das telhas e refletindo 87% dos raios solares, e um película plástica, para as unidades que tem muito vidro externo, que também reduz em 81% a incidência do calor externo.

“Por fim, a companhia ainda disponibiliza a solução do painel solar, que vai trabalhar com o máximo de eficiência, pois o consumo “gordo”, como chamamos, já vai ter sido eliminado com as outras soluções”, explica o diretor de Marketing e Expansão, Fernando Saldanha. “Além de todas essas soluções, nos aliamos a um grande fundo de investimento e podemos oferecer a terceirização do parque de equipamentos do supermercado, ou seja, podemos trocar todo o parque de máquinas elétricas que tenham motores, assim como os chillers, por equipamentos da quarta geração, mais modernos, novos e mais produtivos, que trazem, pelo menos, 50% de economia”, desta o executivo, que ainda complementa que o cliente não investe nada inicialmente. “O pagamento é feito pela economia gerada”, esclarece Saldanha.

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados