Indústria desacelera ritmo de lançamentos em julho

Mas saldo anual é positivo, de acordo da Associação Brasileira de Automação

O Índice GS1 Brasil de Atividade Industrial, apurado pela Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil apresenta queda de 14% na comparação com o mês anterior no dado livre de efeitos sazonais. A mesma tendência ocorre na comparação com o mesmo mês do ano anterior – queda de 28,5%. No entanto, o saldo continua positivo quando se observa o acumulado de 12 meses, tendo crescimento de 6,1% no índice.

“Após cinco meses de crescimento com relação ao ano anterior, o índice de Atividade Industrial apresentou queda em julho. Esse resultado mostra uma redução no ritmo da retomada na intenção de lançamento de produtos, mas não anula os ganhos obtidos em 2021, tendo o período acumulado 7,9% de crescimento”, comenta Virginia Vaamonde, CEO da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, sobre o período de janeiro a julho deste ano.

Quanto ao índice por setores, em doze meses, o setor têxtil foi o que melhor se saiu com alta de 14,3%. O segmento de alimentos teve Índice GS1 negativo de 17% no mesmo período.

Os setores de bebidas, vestuários e acessórios e produtos diversos lideraram no vermelho com números superiores a 40% de queda em lançamentos também nos últimos 12 meses.

O IGS1 é o índice antecedente de produção industrial que mede a intenção de lançamento de produtos no Brasil, por meio dos pedidos de códigos barras pelas empresas.

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados