Nova linha de queijos privilegia o preparo artesanal e uma nova experiência gourmet

Uma das maiores indústrias do país investiu no compartilhamento de técnicas entre os produtores com a vantagem de rastreabilidade pelo cliente

Atenta ao comportamento e às necessidades de seus consumidores, a Vigor apresenta uma nova linha de queijos 100% artesanais, produzidos por produtores locais: Artesanais do Brasil. Já firmada como uma das grandes marcas no segmento de queijos especiais e líder em parmesão ralado, agora a Vigor quer incentivar o consumo dos artesanais no país, ampliando a distribuição desses produtos no mercado nacional, em parceria com esses produtores.

O sabor do queijo artesanal é marcante e pode variar de acordo com a região em que é feito, o tempo de maturação e com o processo utilizado na sua produção, além de serem versáteis – podem ser consumidos puros, derretidos em lanches, acompanhados de doces e compotas, ou até mesmo ralados. Por todos esses aspectos, os queijos artesanais vêm conquistando seu espaço na mesa dos brasileiros. Segundo uma pesquisa feita pela Mintel¹, em 2020 o queijo regional havia sido duas vezes mais consumido que os queijos especiais tipo internacional, como brie e gouda. O sabor único do produto também foi notado: 48% dos entrevistados destacaram o sabor do queijo artesanal, sendo esse o atributo mais reconhecido.

Por se tratar de um produto com distribuição predominantemente regional, a marca enxergou a oportunidade de somar forças e firmar parcerias com produtores mineiros, visando aumentar a penetração dessa iguaria nos lares brasileiros. Na Vigor, a unidade de negócios de Queijos vem apresentando um crescimento em valor acima de 40% nos últimos três anos, o que mostra a força da empresa no segmento, além de confirmar o compromisso da Vigor de transformar o mercado de queijos especiais no Brasil, que vem crescendo e ainda possui grande espaço para expansão.

Para o lançamento da linha, a Vigor escolheu o Queijo Minas Artesanal, que, além de ser típico de Minas Gerais, estado com a maior tradição em produção e consumo de queijos no país, é conhecido pelo seu sabor diferenciado, capaz de trazer um sentimento de conforto, aconchego e memórias prazerosas aos consumidores.

A linha Artesanais do Brasil traz duas versões especiais, o Queijo Minas Artesanal Cerrado e o Queijo Minas Artesanal Campo das Vertentes, ambos produzidos em microrregiões de Minas Gerais, por meio de processos cuidadosamente artesanais. As embalagens dos produtos trazem em primeiro plano o nome de cada região, informações adicionais sobre os produtores e um selo exclusivo com o nome da fazenda onde o queijo foi produzido.
 

Eudes Braga, um dos produtores, comenta como a iniciativa vai agregar no seu negócio: “Além do benefício de termos o nome do Cerrado estampado nos produtos, a expansão da distribuição do queijo artesanal pelo território nacional possibilita um aumento significativo em nossa produção. Isso pode gerar mais empregos e fidelizar as pessoas que trabalham nessa região, incentivando que o homem do campo fique no campo.” Ele também fala sobre a parceria e o significado do projeto do ponto de vista do consumidor. “Nossa parceria com a Vigor é, sem dúvidas, um encontro. Nossa fazenda já estava preparada para atender as exigências e regulamentos necessários e a Vigor estava buscando formas de levar o nosso queijo a mais consumidores. Agora, eles vão ter acesso ao queijo artesanal de forma mais facilitada, contando com o nome de uma grande empresa atrelado a tudo isso. Estamos muito felizes e empolgados com a oportunidade e todos os benefícios que ela vai trazer”, comenta ele.

A Vigor buscou consultores especialistas, renomados e inseridos no mercado de artesanais, para promoverem essa conexão entre a marca e produtores, e auxiliarem em todo o processo de implementação do produto, que teve todas as suas etapas detalhadamente construídas a várias mãos. “Cada vez mais, vemos consumidores interessados em experimentar novos tipos de queijos, além de buscarem produtos fabricados manualmente. Assim que percebemos esse cenário, procuramos esses produtores para que, em conjunto, pudéssemos facilitar o acesso à experiência única que é consumir um verdadeiro queijo mineiro artesanal feito pelas mãos daqueles que sabem produzir essa iguaria como ninguém”, diz Eduardo Jakus, Diretor de Marketing da Vigor.

Um cuidado importante levado em conta para o lançamento foi a possibilidade de rastreabilidade e conhecimento da origem do produto por parte dos brasileiros. “Da forma como será comercializado, o consumidor vai poder saber de onde o produto vem e quem é o responsável pela fabricação”, comenta Marcondes Moura, da Fazenda Fortaleza, também envolvida na iniciativa. Ele reforça ainda a relevância da expansão das vendas no país. “A oportunidade de termos nossos produtos chegando a novos territórios é uma possibilidade de fazer com que outros consumidores conheçam o sabor marcante do verdadeiro queijo artesanal mineiro. Temos total confiança nesse projeto e vemos muitos benefícios na parceria”, completa.

Como parte importante do projeto, os fabricantes passaram por uma análise de qualidade rigorosa, que envolveu avaliações do processo de produção, da qualidade do produto e do sabor final.

Linha Artesanais do Brasil

Queijo Minas Artesanal Cerrado é produzido artesanalmente pela Granja Leiteira Eudes Braga, na região do Alto Paranaíba, no Cerrado, em Minas Gerais. Com mais de 20 anos de experiência no setor queijeiro, Eudes Braga é presidente da APROCER (Associação de Produtores de Queijo Minas Artesanal do Cerrado) e um importante nome na produção de queijo regional no Brasil.

 Queijo Minas Artesanal Cerrado apresenta aroma sutil e sabor equilibrado, perfeito para os consumidores que procuram o verdadeiro sabor do queijo regional com notas de leite fresco e sal. O produto estará disponível a partir de abril, na versão meia-lua com aproximadamente 500 g, por R$ 109,90/kg.

O segundo lançamento é o Queijo Minas Artesanal Campo das Vertentes, produzido por Marcondes Moura, na Fazenda Fortaleza, localizada na cidade de Prados, na região de Campo das Vertentes, em Minas Gerais. Há 20 anos atuando no mercado de queijos, Moura herdou do pai a fazenda, que opera desde 1945.

O  queijo apresenta uma casca amarelo-palha com a massa ligeiramente mais clara e compacta, de textura semidura. Apresenta aroma mais floral e sabor mais lático e fresco, com leve acidez. O produto estará disponível a partir de maio, na versão meia-lua, com aproximadamente 500 g, por R$ 109,90/kg.

Pontos de venda

Os dois produtos serão comercializados nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, e na região Sul. A marca também promoverá ativações especiais nos pontos de venda em São Paulo, levando aos clientes das lojas dicas de harmonização e degustações dos queijos com iguarias variadas, como diferentes tipos de pimentas, azeitonas e até mesmo com doce de leite. Além disso, as gôndolas dos mercados receberão materiais informativos visuais, com detalhes sobre os diferentes momentos de consumo dos queijos artesanais.

Os lançamentos fazem parte da primeira etapa da iniciativa da Vigor, que planeja expandir a linha Artesanais do Brasil incluindo mais tipos de queijos artesanais, de outros produtores e outras regiões do país. Mais informações em Vigor.com.br

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados