Supermercados adotam o digital e crescem rapidamente, diz GS Ciência do Consumo

Alta demanda do varejo por tecnologias CRM e inteligência de dados impulsiona resultados da empresa que já registra a parcial crescimento de 76%, em comparação com o ano passado. Fidelização de clientes é a bola da vez do varejo

*Oferecido por GS Ciência do Consumo

A GS Ciência do Consumo, especializada em ciência e comportamento de consumo e que atua com CRM, tecnologia e inteligência de dados para o varejo, obteve resultados expressivos durante a pandemia. A empresa, só este ano, já cresceu 76% em relação ao ano anterior e já projeta um crescimento exponencial para os próximos cinco anos. O avanço do negócio é reflexo do acelerado crescimento dos Supermercadistas durante a pandemia e do cenário entusiasta projetado pelos supermercadistas para os próximos anos.

Com atuação voltada a aumentar o engajamento do shopper e o faturamento do PDV, seja pelo aumento do ticket médio, pelo crescimento da frequência de compras ou na conquista de novos clientes, a GS, durante pandemia, aumentou sua carteira clientes em mais de 400%, dobrou em número de funcionários e viu seu faturamento crescer mais de 30% entre 2019 e 2020 com expectativas de outro salto agora em 2021 – a parcial entre janeiro a agosto de 2021, em comparação com o mesmo período do ano passado, é de um crescimento de 76%.

O boom do Varejo

O Varejo, sem dúvida, foi um dos setores mais impulsionados pela pandemia, tendo registrado crescimento exponencial no último ano. Porém, mesmo com aumentos expressivos de faturamento, o setor se viu diante da necessidade de avançar e se adaptar para atender às novas necessidades dos consumidores.

Os principais desafios envolveram a digitalização, a adoção de meios de pagamentos contactless, a presença no e-commerce e uma cadeia de abastecimento ainda mais eficiente. Os varejistas também entenderam a necessidade de um olhar diferenciado a públicos como o 60+, que corresponde, em média, a 19% das compras físicas e que, nos momentos de restrição, deixou de ir às lojas, por conta dos riscos de contaminação.

Foi nesse ambiente adverso que desenvolveram protocolos de segurança, tanto para clientes como para funcionários, e foi preciso criar alternativas para que os clientes pudessem continuar atendidos por meio da utilização de recursos como WhatsApp, sistema Click & Retire e a adoção de estratégias e tecnologias hipersegmentadas para alavancar vendas de itens específicos que apoiaram na atração, retenção e fidelização de clientes.

Tudo isso fez com que o varejo olhasse com mais cuidado e atenção aos programas de relacionamento, suportados por CRM, que permite a criação de campanhas promocionais inteligentes, a análise do perfil do consumidor, uma comunicação mais assertiva, e a oferta de benefícios personalizados como cashback, cupom, preços especiais quando fizer sentido, entre outros. Ações conjuntas com as indústrias também são uma boa estratégia que podem ser adotadas com insights dos dados captados.

De acordo com o CEO da GS, Thiago Simonato, o crescimento da empresa se deve a um mercado super otimista, com planos de expansão e que vem tomando decisões assertivas, de olho no futuro. “Temos observado varejistas mais confiantes na inteligência artificial, na inteligência de dados e em outras tecnologias capazes de potencializar o faturamento das lojas, o e-commerce e o atendimento e a fidelização dos clientes. É comprovado, que cliente fidelizado compra mais”, afirma o executivo.

Atualmente, a empresa conta com uma base de dados de, aproximadamente, 26 milhões de domicílios mapeados, o que representa cerca de um terço dos domicílios brasileiros, e já atingiu a marca de R$ 72 bilhões de transações de compras por ano. Antes da pandemia, esse número era R$ 30 bilhões.

Considerando o ranking de faturamento divulgado pela da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), os clientes que utilizaram a inteligência de dados, as tecnologias da GS, tiveram crescimento 40% superior à média de mercado. Estão em destaque na carteira de clientes redes varejistas como Bob’s, Roldão, Pernambucanas, Condor, D’avó, Angeloni, Supermercados BH e a condução de projetos em indústrias como JBS, Italac, Tereos, Colgate, Nestlé, Seara e Itambé, aplicando inteligência de dados para potencializar os grandes negócios do trade.

Constantemente atualizada sobre o mercado varejista, nos dias 20 e 21 de setembro, a GS Ciência do Consumo foi a patrocinadora Ouro da Convenção da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), um dos maiores eventos do setor, onde são discutidos e apresentados temas envolvendo inteligência, informação, estratégia e conhecimento sobre o varejo.

Synapses

A GS é uma das nove empresas que fazem parte da Holding Synapses, fundada em 2019, com propósito de impulsionar a digitalização do varejo brasileiro, além de criar conexões entre pessoas, soluções com tecnologias robustas e os mais diversos setores do varejo e da indústria nacional. Pautada por pilares como relevância, anticiclicidade, escalabilidade, recorrência de receita e perpetuidade, a Holding conta com uma equipe de 200 profissionais especializados em diversas áreas, entre elas, tecnologia da informação, marketing, estatística, psicologia, geografia, administração, economia e jurídico.

Sobre a GS Ciência do Consumo

Especializada em ciência e comportamento de consumo, a GS atua com CRM, tecnologia e inteligência de dados unindo indústria, varejo e consumidor de forma a aumentar o engajamento do shopper e o faturamento do PDV, seja pelo aumento do ticket médio, pelo crescimento da frequência de compras ou na conquista de novos clientes. Há 15 anos no mercado e com mais de 300 redes varejistas e indústrias em sua carteira de clientes, a GS conta com uma base de dados de, aproximadamente, 26 milhões de domicílios mapeados, o que representa cerca de um terço dos domicílios brasileiros, e já atingiu a marca de R$ 72 bilhões de transações de compras por ano. Saiba mais sobre a GS Ciência do Consumo em www.brasil.gs

  • Na foto, o CEO da GS, Thiago Simonato

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados