Verdemar quer aumentar em mais de 30% o número de lojas até 2025

Fique por dentro de todos os detalhes da rede da Família Poni que tem quase 30 anos no comércio

O fundador do Verdemar – rede supermercadista mineira – Alexandre Poni conta que o ano de 2022 vai ser o momento de estar se preparando para em 2023, para abertura de novas lojas.

“Vamos começar as obras. Em Nova Lima, perto dos condomínios, vamos fazer uma loja para 2023. Temos um projeto (de nova loja) para sair para Lagoa Santa para o final de 2023”, calcula o empresário.

Poni espera para este ano a maturação das novas lojas abertas. “O ano de 2022 é um momento de cautela, mas não pode esquecer dos novos projetos. São 16 lojas e temos projetos para atingir 21 lojas nos próximos 3 anos”, informa.

Ponto comercial

Alexandre Poni fala sobre a dificuldade em achar pontos comerciais onde tenha um público sintonizado com o estilo do Verdemar.

“O supermercado ocupa uma área grande e precisamos de áreas boas e aí a dificuldade de abrir uma loja”, avalia.

A escalada do dólar também não facilita as coisas para a rede. “Alguns clientes querem produtos importados e temos que procurar lá fora até mais baratos, mas também favorecer a indústria alimentar nacional que vem se aprimorando. Hoje as diferenças de qualidade são pequenas tirando alguns ingredientes que são produzidos lá fora. Em Minas Gerais, olha a quantidade de azeites mineiros que temos, estamos vendo essa mudança. Os produtores de vinhos mineiros, também é uma tendência”, avalia Poni.

Empreendedorismo

Alexandre Poni conta que quer aperfeiçoar a produção própria no Verdemar.

“Temos que valorizar os produtos aqui dentro também. E não dependemos do dólar. Queremos aprimorar nossa produção própria, temos que criar alternativas, isso faz parte do segmento de supermercados . Eu sou um incentivador do empreendedorismo. Há 28 anos, comecei um negócio muito pequeno então a gente tem que incentivar as pessoas a empreenderem e começarem de pequenininho porque uma hora elas podem ser grandes”, incentiva o empreendedor.

Prova de café

O Verdemar também levou a prova de café para a loja. “O café é mais complexo que o vinho”, diz Alexandre Poni.

A ideia da prova de café é para fazer chegar o café dos campeões do Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais, realizado pela Emater-MG, nas gôndolas.

“A gente faz o primeiro e o segundo lugar de cada uma das quatro regiões de café e o grande campeão dos concursos. São mais de 1.500 amostras e ficam 50 selecionados para sair pela escolha de cada região. É uma viagem, as pessoas podem vir comprar esses cafés, cada um com um sabor, uma característica diferente”, elogia.

Na embalagem, vem a foto do cafeicultor e a história da origem dos grandes campeões.…

Fonte: Helenice Laguardia, O Tempo

Compartilhe esta noticia!

Posts Relacionados